Iran Air e Airbus vão desenvolver o setor aéreo do Irã

Veja quais são os planos da companhia para se inserir no mercado após a liberação de sanções ao país


images (1) No dia 28 de janeiro, a Airbus anunciou o estabelecimento de acordos com o Irã para compra de 118 novas aeronaves para treinamento, operações aeroportuárias e serviços de apoio para tráfego aéreo.

Assinados em Paris, os contratos com a Airbus incluem 21 aviões A320 ceos, 24 A320 neos, 27 A330 ceos, 18 A330-900 neos, 16 A350-1000s e 12 A380s para a Iran Air. Algumas semanas atrás, a notícia já circulava no mercado, logo após a suspensão das sanções comerciais ao Irã, no início de janeiro.

As operações de treinamento e manutenção para as quais as novas aeronaves serão utilizadas visam o preparo do país para se inserir no mercado e desenvolver a eficiência das operações, de acordo com fontes da própria Airbus.

Foram assinados também acordos de cooperação envolvendo o apoio da Airbus para no desenvolvimento das atividades de aviação do Irã, bem como a criação de infraestrutura aeroportuária, administração e modelo de operações.

"O anúncio, realizado hoje, é o começo do restabelecimento do nosso setor de aviação civil em meio à rivalidade da região e, em cooperação com parceiros como a Airbus, poderemos garantir os mais altos padrões mundiais”, disse o presidente e CEO da Iran Air, Farhad Parvaresh.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Guia Marítimo. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.