Caminhos para exportar

Missão organizada pela Investe SP leva empresas para explorarem mercados na Argentina

No início de novembro, a Investe SP, em parceria com a Apex-Brasil, promoverá uma missão comercial para incentivar o intercâmbio comercial entre o Brasil e a Argentina, cujo primeiro workshop preparatório aconteceu na semana passada na sede da Investe São Paulo, reunindo mais de 50 participantes.

A Investe São Paulo - Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade, ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, tem por objetivo fornecer informações estratégicas que ajudam os investidores a encontrar os melhores locais para seus negócios, prestando assessoria ambiental, tributária e de infraestrutura, de modo a facilitar o relacionamento das empresas com instituições governamentais e concessionárias de serviços públicos, além de prospectar novos negócios, recepcionar delegações estrangeiras, promover a imagem de São Paulo no Brasil e no exterior como principal destino de empresas na América Latina.

O encontro realizado no dia 10 de outubro reuniu representantes de empresas cadastradas não só para participar da viagem ao país vizinho, mas também empreendedores cadastrados no núcleo do Peiex (Projeto de Extensão Industrial Exportadora) operacionalizado pela Investe SP, também em parceria com a Apex-Brasil.

“Temos uma grande oportunidade. A Argentina vive um momento de abertura para o mundo com o novo governo do presidente Maurício Macri. O Estado de São Paulo já participa com mais de 54% das empresas brasileiras que exportam para a Argentina. E vamos aumentar esta marca com as mais de 100 empresas que estarão conosco em Buenos Aires. Esta é a orientação do governador Geraldo Alckmin”, explica o presidente da Investe SP, Juan Quirós.

“Esperamos que esse workshop seja um trampolim para o sucesso de vocês nos negócios com empresas argentinas”, afirmou o diretor Sérgio Costa, que abriu o evento.

Entre os painéis apresentados, foram abordados os panoramas e oportunidades de negócios na Argentina, os motivos que estão levando tantas empresas a procurarem novos negócios no país portenho, como preparar-se para missões comerciais internacionais e potenciais parceiros de negócios para empresas paulistas na Argentina.

As apresentações foram ministradas por profissionais do mercado, de instituições de ensino e agências reguladoras, como o gerente do escritório paulista da Apex-Brasil, Francisco Luna, o professor titular de Estratégia Internacional da ESPM, Ilan Avrichir, o especialista em Políticas e Indústria da CNI, de Fabrizio Panzini e o gerente de Exportação da Investe SP, Ricardo Santana.

“Qualquer empresa pode realizar uma viagem para conhecer um mercado, mas, quando tem o apoio de entidades como a Apex-Brasil e a Investe SP para dar apoio e conhecimento estratégico, as negociações acontecem de forma muito mais eficiente”, afirmou Panzini. Ricardo Santana lembrou alguns dos motivos que estão levando tantas empresas a procurarem novos negócios no país portenho: “o FMI diz que a Argentina vai crescer mais que a média do mercado mundial nos últimos anos, e estamos em um ótimo momento de relacionamento entre eles e o Brasil”.

A segunda fase do evento teve como painelistas as especialistas em Gestão Empresarial e Comércio Exterior da Investe São Paulo, Silvana Gomes e Natália Muto, além de Florência Gomes, da Hochmann International.

A missão

O objetivo missão São Paulo-Argentina é aproximar as duas regiões comercialmente, levando uma quantidade maior de produtos do coração financeiro e industrial do Brasil para a Argentina. Além disso, a missão faz parte de uma série de ações que vêm sendo tomadas para aproximar institucionalmente os dois países.

Para essa missão, a Investe SP e a Apex-Brasil contam também com a parceria da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), que selecionou participantes do Texbrasil, Programa de Internacionalização da Indústria Têxtil e de Moda Brasileira, e do Arranjo Produtivo Local do Álcool (APLA), que agrupa agentes da cadeia agroindustrial da cana-de-açúcar. Veja aqui a cobertura completa sobre a primeira ação do tipo realizada pela Investe SP.

Tanto as missões comerciais realizadas pela Agência ao longo de 2016 quanto a operacionalização do Peiex fazem parte do SP Export, Programa Paulista de Apoio às Exportações.

Empreendendo além das fronteiras

Depois de 24 anos fabricando módulos metálicos habitacionais em Ribeirão Pires-SP, a Brasmodulos venderá containers habitáveis para outro país pela primeira vez. A exportação para a Argentina ainda não começou, mas a empresa deve concretizar as vendas após a missão comercial e o cadastro da empresa para ser atendida pelo Peiex (Projeto de Extensão Industrial Exportadora). O representante da empresa, José Roberto Macedo, demonstrou bastante entusiasmo com o projeto: “Nós já tínhamos interesse de buscar oportunidades no mercado externo e nos demos conta de que seria possível entrar em países da América do Sul pela facilidade logística. Sentimos a necessidade de nos aprimorarmos e conhecemos esse projeto maravilhoso, com tanta gente bacana que nos motivou a levar produtos para a Argentina”.

Assim também tem sido a experiência da fabricante de açaí Peg Açaí, que começou a funcionar há menos de um ano. “Vamos estudar os hábitos de consumo dos argentinos e conhecer potenciais clientes”, explicou o porta-voz da empresa, Geraldo Ramos, que diz que o objetivo da empresa, em longo prazo, é “vender para grandes marcas alimentícias de mercados, inclusive nos Estados Unidos”.

Para mais informações, acesse o site da Investe SP

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Guia Marítimo. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.