Vazamento de químico atinge terminal de cargas no Guarujá

A princípio informações são de que vazamento de amônia deu origem ao incêndio. Plano de emergência já foi acionado para combater o vazamento do produto no pátio de contêineres

csm_VAZAMENTO1_f2530efcbb





















Um incêndio de grandes proporções atinge nesse instante o pátio de cargas do terminal alfandegado da Localfrio, na Margem Esquerda do Porto de Santos, no Guarujá. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil do Estado confirmaram o vazamento de produto químico, prejudicial às pessoas. De acordo com a coordenadora regional da Defesa Civil na região, Regina Elsa Araújo, o Plano de Auxílio Mutuo entre os órgãos de emergência em Guarujá foi acionado para combater o vazamento no pátio de contêineres. Equipes de emergência da cidade foram deslocadas até o distrito onde estão localizados os terminais e concentram esforços para conter os estragos e atender as pessoas.


Araújo confirmou que inicialmente o vazamento é de amônia, mas não descartou que outros produtos podem ser afetados. “Recomendamos às pessoas que não saiam de suas casas, fechem portas e janelas, e, se possível, coloque um pano úmido no nariz e a boca", afirmou. Segundo ela, se confirmado a amônia, trata-se de uma substância considerada perigosa, sendo corrosivo para pele, olhos, vias aéreas e pulmões.


A coordenadora da Defesa Civil recomenda ainda que as pessoas que sentirem algum mal-estar, acionem imediatamente os órgãos de resgate e emergência. A Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) também foi acionada. Além disso, técnicos de Santos foram enviados ao Guarujá para ajudar no controle do vazamento e conter os impactos. O órgão, no entanto, ainda não sabe informar os impactos que será ocasionado pelo incidente.


O Guia Marítimo continuará acompanhando o ocorrido e voltará com mais informações.



Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Guia Marítimo. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.