CMA CGM e MSC Completam Integração à plataforma TradeLens

As principais transportadoras globais de contêineres CMA CGM e MSC Mediterrânea (MSC) anunciaram hoje que estão integradas à TradeLens, ajudando a garantir uma visão mais integrada, oportuna e consistente dos dados logísticos de seus fretes em todo o mundo. A plataforma digital é executada na IBM Hybrid Cloud (NYSE:IBM) e IBM Blockchain, e foi desenvolvida em conjunto pela IBM e A.P. Moller - Maersk (MAERSKb.CO).

Esses dois líderes globais de transporte, juntamente com a Maersk, atuarão como operadoras de base de plataforma com um papel na expansão das operações de ecossistema e plataforma, incluindo desempenhar papéis-chave como validadores na rede blockchain.

A adição desses dois grandes líderes globais do transporte marítimo é um marco crucial para a indústria, que até agora tem se baseado em papel e na manipulação manual de documentos que levam a um aumento de custos e redução da continuidade dos negócios. Maersk, MSC, CMA CGM e IBM, juntamente com a expansão da rede tradelens de terminais, autoridades aduaneiras e provedores 3PL e intermodal, estão iniciando uma transformação projetada para beneficiar todos os participantes da rede, facilitando o compartilhamento de documentos e dados de envio de forma rápida, confiável e de colaboração digital.

"A digitalização é um pilar da estratégia do Grupo CMA CGM, que visa fornecer uma solução completa e adaptada às necessidades de nossos clientes. Uma colaboração em todo o setor como esta é verdadeiramente sem precedentes. Apenas trabalhando juntos e concordando com um conjunto compartilhado de padrões e metas, podemos decretar a transformação digital que agora está tocando quase todas as partes da indústria naval global", disse Marc Bourdon, vice-presidente sênior da CMA CGM, Commercial Agencies Network.

Isso completa uma transformação digital que levou mais de um ano, exigindo investimentos consideráveis em novas capacidades de API. Um marco importante no processo foi um piloto de 15 clientes envolvendo mais de 3.000 remessas exclusivas, 100.000 eventos e 6.000 contêineres para garantir que a plataforma TradeLens distribua e compartilhe dados de remessa em várias cadeias de suprimentos com velocidade e precisão.

Os membros do TradeLens usam a plataforma para se conectar dentro do ecossistema e compartilhar informações necessárias para suas remessas com base em permissões, sem compartilhar dados confidenciais. O TradeLens permite acessar dados da fonte em quase tempo real, aumenta a qualidade das informações, fornece uma visão abrangente dos dados à medida que a carga se move pelo mundo e ajuda a criar um registro mais oportuno e seguro de transações. Lançado em 2018, o ecossistema TradeLens agora inclui mais de 175 organizações – estendendo-se a mais de 10 transportadoras oceânicas e englobando dados de mais de 600 portos e terminais, já rastreou 30 milhões de embarques de contêineres, 1,5 bilhão de eventos e cerca de 13 milhões de documentos publicados.

Para os clientes, a adição de CMA CGM e MSC na produção pode resultar em menos lacunas de dados à medida que fazem negócios com várias operadoras. Além disso, outros membros, como portos, terminais, autoridades e provedores intermodais, podem se beneficiar da capacidade de usar da permissão do compartilhamento de dados para fornecer uma visão abrangente do frete que se movimenta ao redor do mundo. Os operadores de terminais que usam o TradeLens para melhorar o planejamento do pátio agora também poderão acessar dados muito mais abrangentes para o processamento de embarcações multi-transporte.

"A TradeLens é uma iniciativa importante na digitalização do transporte e logística globais, com potencial para ajudar as transportadoras e seus clientes a aumentar a transparência e reduzir erros e atrasos, tudo em um momento crucial em que o setor está repensando e melhorando a resiliência das cadeias de suprimentos", disse André Simha, diretor global de digital e informação da MSC Mediterrâneo Shipping Company. "Ao completar a integração, agora podemos começar a mostrar aos nossos clientes e parceiros de negócios como eles podem criar e enxergar valor a partir da plataforma, e esperamos que muitos deles se juntem a ela, criando um ecossistema ainda maior e mais benéfico."

Agora que eles estão ao vivo na plataforma, a MSC e a CMA CGM estão promovendo as capacidades e a adesão do TradeLens a seus clientes e parceiros de negócios em todas as principais geografias.

À medida que o TradeLens escala continuamente, outras adições recentes de novos portos e terminais incluem o Porto Comercial de Vladivostock, DP World, PT Salam Pacific Indonesia Lines (SPIL), Portbase, QTerminals e Hamad Port, SSA Marine's Manzanillo International Terminal - Panamá (MIT-Panamá), Shipwaves, South Asia Gateway Terminals e Yilport Holding.

Para saber mais sobre a plataforma TradeLens e como sua organização pode participar e se beneficiar, visite tradelens.com

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Guia Marítimo. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.