Maior navio porta-contêiner movido a GNL junta-se a frota da CMA CGM

O CMA CGM JACQUES SAADE junta-se à French Asia Line, a linha mais emblemática do Grupo CMA CGM entre a Ásia e o Norte da Europa.

O CMA CGM JACQUES SAADE passou a integrar a frota do Grupo CMA CGM, tornando-se o maior navio porta-contêineres movido a GNL do mundo. Líder global em transporte e logística, a CMA CGM fez a escolha simbólica de nomear seu novo carro-chefe em homenagem a seu fundador, Jacques Saadé.

A incorporação do CMA CGM Jacques Saadé foi marcada por uma cerimônia digital inédita em que representantes do estaleiro em Xangai e a gestão do Grupo CMA CGM em Marselha compartilharam um momento marcante e emocionante na história do grupo. Abençoada pelo padre Francis Fang, a embarcação foi então oficialmente batizada por sua madrinha, Tanya Saadé Zeenny, que desejou ao navio, ao capitão e à sua tripulação boa sorte em suas futuras viagens com as tradicionais palavras “Que Deus abençoe este navio e todos que navegar nele ”. 

Em novembro de 2017, Rodolphe Saadé, Presidente e CEO do Grupo CMA CGM, decidiu equipar esta série de navios porta-contêineres com motores movidos a GNL - uma inovação na história do transporte marítimo de navios porta-contêineres ultra-grandes. O Grupo CMA CGM provou assim o seu compromisso em impulsionar a transição energética do transporte marítimo. 

Hoje, o GNL é a solução mais avançada quando se trata de preservação da qualidade do ar. Ele permite uma redução de 99% nas emissões de dióxido de enxofre e partículas finas e uma redução de 85% nas emissões de dióxido de nitrogênio, indo muito além da regulamentação existente. O GNL emite até 20% menos CO2 em comparação com a motorização de combustível. Esta tecnologia é um dos primeiros passos para alcançar o ambicioso objetivo de neutralidade de carbono do Grupo CMA CGM para 2050. 

O CMA CGM JACQUES SAADE iniciou sua viagem inaugural no dia 23 de Setembro na French Asia Line (FAL), a linha mais emblemática do Grupo CMA CGM entre a Ásia e o Norte da Europa. Sua rotação o levará aos portos de Pusan ​​na Coréia do Sul; Tianjin, Ningbo, Xangai e Yantian, China; Cingapura; Southampton, Dunquerque, Hamburgo, Rotterdam, Algeciras na Europa; e Port Kelang na Malásia. Esta linha oferece um atendimento semanal de 13 chamadas ao longo de 84 dias. 

“O CMA CGM Jacques Saadé materializa o nosso compromisso com o planeta. Esta embarcação foi aprimorada com as tecnologias mais recentes e é o resultado de 7 anos de pesquisa e desenvolvimento. Ao mesmo tempo em que garante a segurança de nossa tripulação, preserva a qualidade do ar e fará parte da nossa luta contra o aquecimento global. Demos um grande passo. Precisamos ir mais longe para construir um transporte que respeite ainda mais o meio ambiente ”. Disse Rodolphe Saadé, Presidente e Diretor Presidente.

Os oito navios irmãos de 23.000 TEU (unidade equivalente a vinte pés), serão registrados no Registro Internacional Francês (FIR). Eles levarão os nomes de monumentos parisienses e outros locais e instituições renomados de toda a capital francesa (Champs Elysées, Palais Royal, Louvre, Rivoli, Montmartre, Concorde, Trocadéro e Sorbonne). A CMA CGM escolheu a Total como parte de uma grande parceria industrial para fornecer gás, fazendo assim da CMA CGM o iniciador na estruturação de um genuíno campo de GNL de excelência no transporte marítimo. As nove embarcações possuem uma etiqueta específica “LNG Powered” que será reconhecida em todos os mares do globo.  

 



Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Guia Marítimo. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.